X

Notícias

Homem é preso após tentar matar cachorro com tiro de espingarda em SC

Notícias, Policial
-
24/01/2019 14:08

Suspeito de maus-tratos foi liberado após pagar fiança no Vale do Itajaí. Cão aguarda cirurgia para a retirada de um projétil que ficou alojado próximo das vértebras cervicais

Foto: Reprodução/ NSC TV
Legenda da foto

Um homem foi preso por maus-tratos após deixar um cachorro ferido com estilhaços de chumbo provocado por um disparo de espingarda em Imbuia, no Vale do Itajaí. O suspeito pagou fiança e foi solto na tarde de terça-feira (22). O animal segue internado nesta quinta-feira (24) e aguarda cirurgia para a retirada de um projétil que ficou alojado próximo das vértebras cervicais.

O animal sofreu ferimentos no pescoço e na cabeça. Branquinho, que tem aproximadamente um ano e meio, foi resgatado pela tutora há quatro meses. Ele já tinha sido vítima de maus-tratos antes da adoção.

Segundo a tutora Mariana Costa, o cachorro estava brincando perto da casa da família, que fica em uma área rural. Ela disse que ouviu tiros e depois o cachorro resmungando.

Mariana disse que foi procurar pelo animal e o encontrou ferido na garagem da casa da família. Ainda de acordo com a tutora, o suspeito de efetuar o disparo é vizinho do terreno.

O cão foi levado para uma clínica veterinária em Rio do Sul, onde passou por cirurgia para a retirada de alguns estilhaços. De acordo com a tutora, o animal deve ser encaminhado para Blumenau e deve passar por uma nova cirurgia.

A família tenta arrecadar dinheiro para fazer o procedimento. Conforme Mariana, o estado de saúde do cachorro é estável, mas o novo procedimento é considerado de risco pelos veterinários que cuidam do caso.

Investigação

A família registrou um boletim de ocorrência. Segundo o titular da Delegacia de Ituporanga, Bruno Augusto Reis, o homem foi preso em flagrante e prestou esclarecimentos na polícia, onde confessou o crime ao delegado.

Conforme Reis, o homem tentou esconder a arma usada, mas o objeto foi localizado no mato e apreendido.

O suspeito foi liberado após pagar fiança no valor de um salário mínimo. Ele deve responder em liberdade por maus-tratos contra animais e posse irregular de arma de fogo.

G1 não conseguiu contato com o suspeito até esta publicação.

G1